domingo, 7 de dezembro de 2008

Ação e Reação!

Não é religião e sim "Física".

"...Did you ever wonder
Why we had to run for shelter
When the promise of a brave new world
Unfurled beneath a clear blue sky"



Alguma vez você já teve a oportunidade de estar diante de um rio de águas tranqüilas? Bem se já teve, teve então a experiência de atirar uma pedra na água? O que acontece é que esta pedra gera uma ondulação concêntrica que você pode acompanhar até as margens do rio ou até onde sua vista alcance.
O que quase ninguém sabe é que este efeito se propaga, de fato, até os cinco oceanos da terra. Sim.. é impressionante não ! Uma simples pedrinha atirada por você causa impacto, embora microscópico, em todos os continentes do mundo. Sabe, assim também é em nossas vidas. Todas as nossas ações são análogas à pedrinha que citei acima, elas geram um fluxo em torno delas que é sentido e absorvido pelo universo, mesmo que seja ele o universo notado por nós, ou seja; nossa casa, nosso escritório, nosso colégio... nosso Blog...
Apenas não se esqueça que este fluxo, gerado por tudo que fazemos e absorvido, como já disse, "principalmente" pelo que nos rodeia, gera reflexos e estes reflexos voltam pra nós como a carícia de uma onda bem suave e refrescante em um dia de sol, ou, podem voltar como um Tsunami arrasando tudo que está próximo.
Só mais uma coisa muito importante... Lembre sempre...
Você pode até negar o ato de ter atirado a pedra, mas o efeito que ela vai gerar já não pertence mais a você... É do Universo.

2 comentários:

Lou Salomé disse...

Não importa muito o nome que damos às coisas: Física, religião, metafísica...
A energia está em todo lugar, constante e atuando sobre todas as coisas; e isso é mágico.
Se estivermos atentos, não ficamos impunes a nada do que se passa no Universo.
Li um livro chamado "O Tao da física" que mostrava como antigos textos religiosos tinham a ver com a Física Quântica.

Anônimo disse...

É interessante notar como nós, consciente ou inconscientemente, às vezes negamos ter lançado a pedra, e aí nos lamentamos das tsunamis que temos que suportar e que também resvalam no mundo ao nosso redor...Temos que estar atentos...